Mestrado em Arquitetura e Urbanismo

  • Mestrado em Arquitetura e Urbanismo

PROCESSO SELETIVO 1º/2018

Inscrições prorrogadas até o dia 30/10/2017.

OBJETIVO

O curso de Mestrado em Arquitetura e Urbanismo visa contribuir para a formação de alto nível de profissionais e docentes. Constitui um mecanismo para fortalecer a educação continuada no UniCEUB, atendendo os egressos do curso de graduação da instituição, bem como egressos da região Centro-Oeste do país. O curso se organiza com base na integração entre ensino, pesquisa e extensão e produção científica, na interação com a sociedade e no intercâmbio acadêmico. O Mestrado contribuirá para sedimentar um Programa de Pós-Graduação, consolidando a prática de pesquisa e do ensino de pós-graduação stricto sensu na Instituição.

Objetivos:

1. contribuir para a formação de alto nível de profissionais e docentes da área de Arquitetura e Urbanismo;

2. proporcionar condições para a produção de conhecimento sobre a cidade e sobre a habitação através de pesquisas articuladas ao ensino e à extensão universitária, bem como o intercâmbio acadêmico com outras instituições, seja no país ou no exterior;

3. criar condições para o aprimoramento de profissionais e docentes nas questões relativas à cidade e habitação;

4. criar condições para o aprimoramento técnico-científico nas questões relativas à cidade e habitação e suas correlações com o campo do Direito;

5. desenvolver o conhecimento articulando atividades teóricas, valorizando as habilidades críticas especificas de planejar e projetar inerentes à prática;

6. compreender as complexidades da cidade contemporânea, em que o protagonismo do espaço público e de convivência se correlacionam com os espaços de habitação;

7. compreender as complexidades da habitação contemporânea, em que as questões técnicas, construtivas, de sustentabilidade estejam articuladas com uma visão inovadora sobre o espaço doméstico, sobre os modos de morar e sobre aspectos culturais brasileiros;

8. proporcionar atividades de pesquisa, extensão e docência na abordagem crítica das correlações entre cidade e habitação;

9. habilitar profissionais para o desenvolvimento do ensino, pesquisa e extensão, com foco multidisciplinar.

O profissional egresso deste curso deverá ser habilitado com perfil profissional, capacidade técnica e científica de desenvolver pesquisa, apto a atuar como docente, produzir novos conhecimentos, atuar técnica e profissionalmente nos temas da cidade, da habitação e da produção de espaços urbanos. Espera-se que este profissional seja agente transformador da realidade e que possa atuar de forma crítica e reflexiva sobre questões correlatas ao ambiente urbano e da habitação, para tornar os espaços mais humanos e sustentáveis.

LINHAS DE PESQUISA

  • Cidade, Infraestrutura Urbana, Tecnologia e Projeto +

    A Linha de Pesquisa “Cidade, Infraestrutura Urbana, Tecnologia e Projeto” define uma instância interdisciplinar de investigação sobre a cidade, considerando o projeto, as infraestruturas urbanas e as tecnologias para tratar do espaço urbano, seus equipamentos e os processos de fazer a cidade. Para qualificar a abordagem, esta Linha de Pesquisa toma a cidade como objeto privilegiado diante do momento histórico em que ocorrem radicais mudanças do espaço urbano, com mudanças de escala e forma da cidade, com a dilatação dos significados dos territórios urbanos, ora redefinidos por novas redes sociais e novos sistemas de mobilidade, para além de seu caráter eminentemente físico e geográfico, com implicações sobre os conceitos de identidade e lugar. Diante desta complexidade, o projeto — como âmbito específico apto a operar com grande volume de variáveis — pode se constituir como campo de reflexões e propor soluções, explorando as questões técnicas e as novas tecnologias, para redefinir as funções e o funcionamento do espaço urbano, considerando a produção de novas infraestruturas, novos programas arquitetônicos e equipamentos, correlatos à habitação.

    Para responder a estes desafios, esta Linha de Pesquisa trata das seguintes questões:

    1. a Cidade como objeto de caráter multidisciplinar;

    2. domínio das questões da infraestrutura correspondente aos novos programas arquitetônicos e aos equipamentos de saúde, educação, segurança, transporte e os serviços urbanos complementares ao funcionamento da habitação;

    3. incorporação de novas tecnologias, o domínio dos sistemas construtivos nacionais e o conhecimento das experiências internacionais;

    4. questões técnicas, espaciais e sensíveis do projeto arquitetônico afetam aos novos paradigmas tecnológicos, correlatos às questões de sustentabilidade para melhor desempenho ambiental e eficiência energética;

    Esta linha também se apresenta como uma estrutura fundamental para aglutinar os pesquisadores e os docentes pelos seus objetos de investigação. Esta linha tem a finalidade de estimular a organização de atividades de debate e seminários, onde será possível discutir as questões correlatas aos temas afins, ampliando e atualizando as perspectivas de construção epistemológica.

  • Teoria, História e Projeto de Habitação +

    A Linha de Pesquisa “Teoria, História e Projeto de Habitação” define uma instância interdisciplinar que se desenvolve tomando a habitação como questão central, em função da qual as abordagens teóricas e históricas serão construídas. Estes múltiplos enfoques de enfrentamentos devem problematizar a habitação em suas diferentes configurações como programa arquitetônico, considerando: questões espaciais e os modos de vida; questões sociais, econômicas e culturais correlatas ao sentido do morar; questões técnicas, simbólicas, construtivas, explorando o caráter indissociável entre a habitação e a cidade.

    O enfrentamento da questão da habitação corresponde aos desafios teóricos e projetuais que se apresentam plenamente revigorados na agenda nacional, recobrando seu amplo interesse social ou sua ampla possibilidade de transformação da cidade e da paisagem urbana. Por esta razão, esta linha tem como objetivo qualificar a pesquisa, a investigação teórica e as reflexões sobre tal objeto, com vistas a poder também desenvolver projetos de habitação.

    Para tanto, serão estabelecidos recortes e enfoques de pesquisa de acordo com as seguintes questões:

    1. Correlações entre configuração urbana e habitação, considerando a habitação como vetor de transformação das dinâmicas urbanas, da escala metropolitana e dos processos políticos e socioeconômicos;

    2. Transformações e flexibilidade da habitação e dos espaços residenciais, as possibilidades de inserção em diferentes tecidos urbanos e de configuração de diversas formas urbanas;

    3. Teorias e histórias da habitação;

    4. Questões sociais e culturais do morar; as demandas do morar contemporâneo e os novos arranjos familiares;

    5. Estratégias e fundamentos teóricos e espaciais dos projetos contemporâneos de habitação e suas correlações com o desenho urbano;

    6. Relação entre habitação e o patrimônio cultural, considerando a revitalização urbana dos centros históricos das cidades brasileiras.

    Esta linha de pesquisa apresenta-se como uma estrutura fundamental para aglutinar os pesquisadores e os docentes por meio de campos prioritários de investigação. E tem o objetivo de estimular a organização de atividades de debate e seminários, onde será possível discutir as questões correlatas ao campo temático, ampliando e atualizando as perspectivas de construção epistemológica.