RSS

CEUB Informa

10/10/2018

I EnCUCA reúne mais de mil pessoas no CEUB

Por: Matheus Nascimento

Evento realizado para celebrar a produção científica contou com três dias de programação diversa

O CEUB realizou, entre os dias 3 e 5 de outubro, a primeira edição do EnCUCA (I Simpósio Internacional de Pesquisa e XVI Encontro de Iniciação Científica). Com a premissa de mostrar uma outra face da pesquisa científica, por meio de grafitagem, música, oficinas criativas e impressões 3D, o evento trouxe ao ambiente universitário artistas urbanos, produtores musicais e pesquisadores brasileiros e internacionais para mostrarem seus trabalhos em uma perspectiva científica e trocarem suas experiências com os estudantes da instituição.

Durante os três dias de EnCUCA, mais de mil pessoas participaram das atividades realizadas. Foram mais de 120 projetos de iniciação científica apresentados por mais de 180 alunos do CEUB.

_E9A1019
Mais de mil pessoas participaram das atividades do EnCUCA| Foto: Caio Santana

O EnCUCA foi organizado pela Assessoria de Pós-Graduação e Pesquisa do CEUB e recebeu apoio da FAP-DF. A professora Fernanda Vinhaes, assessora de pós-graduação e pesquisa, foi quem encabeçou o projeto e, para ela, o resultado foi positivo. “Foram três dias intensos de debate, apresentações de trabalhos acadêmicos e momentos de encontros entre alunos e professores, inclusive de outras instituições”.

A estudante de Arquitetura do CEUB Isabele Braz acredita que o formato do evento foi atrativo para alunos que têm curiosidade em saber mais sobre a pesquisa cientifica. “Eu achei a proposta do EnCUCA muito interessante, porque mostrou que a pesquisa não é algo que fica restrito ao laboratório. Nós precisamos abrir espaço para que as pessoas vejam que existem várias formas de fazer pesquisa e precisamos incentivar isso cada vez mais” comentou.

Em consonância, o estudante de Fisioterapia Italo de Oliveira disse que o EnCUCA foi uma experiência muito agregadora e que fazer Iniciação Científica proporciona que o aluno se desenvolva profissionalmente. “O EnCUCA foi uma experiência muito enriquecedora, foram três dias de muito conhecimento, tanto em relação às palestras, quanto aos banners apresentados e às atividades culturais. A estrutura estava muito boa e eu acredito que tudo foi preparado com muito cuidado para os universitários. Espero que isso continue e que perpetue por mais anos”.

O EnCUCA contou com mais de 40 atividades durante os três dias nos campi Asa Norte e Taguatinga II. Foram palestras, mesas redondas, lançamentos de livros, exposições orais e em formato de banner de trabalhos acadêmicos, oficinas e muito mais.

 Palestra Internacional

Um dos destaques do EnCUCA foi a palestra “As Tendências da Pesquisa Científica”, com os palestrantes portugueses prof. Dr. José Manuel Caré Baptista Viegas e prof. Gonçalo Homem de Almeida Rodriguez Correia. Os professores falaram sobre suas pesquisas, que são voltadas para o aperfeiçoamento da mobilidade urbana. Nesse sentido, eles fizeram um paralelo entre a importância da pesquisa científica e o desenvolvimento social.

“Na universidade nós conseguimos olhar os para problemas por diferentes perspectivas, de uma forma integrada, o que muitas vezes as cidades e empresas não estão tão preparadas para fazer, até mesmo porque elas têm outros interesses. Então nós devemos estar com nossas cabeças abertas para olhar para essas perspectivas e tentar desenhar um futuro que seja mais sustentável”, comentou o professor Gonçalo Correia.

O professor Dr. José Manuel Viegas também falou sobre a importância das pesquisas universitárias para compreender as novas tecnologias de forma mais abrangente. “Sobretudo em períodos nos quais temos uma grande aceleração tecnológica, precisamos ser capazes de complementar essa tecnologia com uma investigação dos sistemas sociais, porque a sociedade precisa absorver essa tecnologia e ser capaz de colocá-la em uso de forma que tenha a maior utilidade. Assim, precisamos fazer investigações tecnológicas, mas também investigações comportamentais, econômicas e sociais, para aproveitar da melhor forma essas evoluções”, afirmou.

 Momento cultural

No dia 4 de outubro, durante o EnCUCA, aconteceu a Mostra Cultural Científica, que foi um momento no qual os estudantes do CEUB tiveram a oportunidade de assistir atrações culturais e participar de oficinas artísticas. A Mostra contou com apresentação dos resultados finais das pesquisas de Iniciação Científica, oficina de pintura de azulejos, projeto de intervenção urbana, grafitagem com Breu e Brixx, apresentação da banda Aquaria e do DJ KVLAO.

_E9A0759
Evento também contou com atividades culturais| Foto: Caio Santana

Para a estudante de arquitetura Juliana Alvim, que já havia participado do Encontro de Iniciação Científica nos anos anteriores, a proposta do EnCUCA foi muito atrativa. “Achei que este foi o melhor encontro de iniciação científica já realizado aqui no CEUB, porque teve uma abordagem diferenciada em relação aos alunos, que muitas vezes pensam que pesquisa é um ‘bicho de sete cabeças’”, afirmou.

A expectativa é que o EnCUCA tenha continuidade e seja um evento realizado anualmente para celebrar a produção científica no CEUB. “A perspectiva é de que ano que vem a gente faça o segundo EnCUCA com essa mesma ideia de cada vez mais agregar pesquisadores e permitir um espaço de debate para a pesquisa”, concluiu a professora Fernanda Vinhaes.

Mais notícias de: Notícias Institucionais