RSS

Imigração

17/03/2017

Estudar, trabalhar ou morar nos Estados Unidos

33106494230 24Baf5ecef K

Doutora em Direito pela Atlantas’s John Marshall Law School (USA), Jania Braswell, residente na Florida, em passagem pelo Brasil, visitou o UniCEUB e proferiu aula sobre aspectos da imigração de brasileiros aos Estados Unidos. Ela relacionou todos os tipos de vistos atualmente classificados pelos oficiais consulares e de imigração. Os vistos são vários, divididos por letras de acordo com a natureza do interesse do imigrante que pretende permanecer em solo americano.

Para os alunos, segundo ela, não há muita dificuldade em conseguir estudar naquele país, desde que os interessados provem que tenham condições de arcar com os custos, incluindo moradia. Jania Braswell aconselhou planejar primeiro e, depois, imigrar. “O contrário quase sempre resulta em frustração e problemas”, observou. Acostumada a solucionar questões relacionadas à imigração, ela revelou que existem hoje, de maneira figurada, verdadeiras “excursões” de mulheres grávidas para terem o filho nos Estados Unidos.

Segundo a doutora, as autoridades americanas concedem a naturalização a cidadãos de outros países, depois que os requerentes passaram por todas as etapas legais. “Sempre é possível morar definitivamente nos Estados Unidos, contanto que não haja fraudes, prejuízo financeiro ou desvio de conduta que implique inquérito criminal grave”, garantiu. Na opinião de Jania Braswell, a administração Trump favorecerá imigrantes interessados em gerar empregos e rendimentos.

Ela criticou a mídia de maneira geral, por não deixar clara a intenção de o presidente eleito expulsar somente imigrantes sem vistos, ilegais ou criminosos. “Trump é a favor da imigração legal, e a mídia desinforma”, opinou. Braswell declarou que os brasileiros não são mais vistos com viés negativo. “Pelo contrário, de uns anos para cá, o Brasil passou a ser considerado com mais respeito, tanto pela economia quanto pela capacidade de atrair eventos, como a Copa do Mundo e os Jogos Olímpicos”. Ao final da palestra, alunos puderam fazer perguntas e tirar dúvidas sobre o processo imigratório. Estavam na plateia estudantes de Relações Internacionais, Direito e outros cursos da graduação e da pós-graduação.

Foto: Tereza Sá

Mais notícias de: Notícias por Curso